quinta-feira, julho 21, 2011

Emoções sem Expressão Facial (Blik)


Blik é mais um filme de final de curso, com uma enorme qualidade. Para além da adorável narrativa, e do excelente 3d, o que mais me impressionou foi o desenvolvimento de toda a atmosfera dramática sem recurso a expressões faciais. São 8 minutos de simplicidade, com muita cor e muita emoção contida e não-verbalizada.


Faz-me pensar e muito, sobre as grandes discussões que vamos tendo no campo dos videojogos sobre a ausência de expressão emocional de qualidade, normalmente sempre apontando a ausência de controlo da face como "o problema". Aliás ainda agora com o lançamento de LA Noire (2011) se pôde ver todo o buzz que se gerou com a nova tecnologia de expressão facial desenvolvida pela Team Bondi.


O filme foi apresentado este ano no Annecy Animation Festival e foi criado por quatro estudantes Bastiaan Schravendeel, Sander Kamermans, Jean-Paul Tossings, Piebe van der Storm da Utrecht School of the Arts, Holanda
Blik is our graduation film, about a young boy who moves to a new neighbourhood and falls in love for the first time, with the much older girl next door.
The challenge was telling this short story without the use of faces, using only body language to convey often subtle emotion. This required a shading and animation style that would communicate posture and motion very clearly.


Blik (2010)
Enviar um comentário