segunda-feira, dezembro 06, 2010

Nascimento da Tecnologia do Cinema

O início do cinema é como qualquer outro desenvolvimento tecnológico não determinável num local ou data únicos, uma vez que é algo que depende de um processo científico que se constrói em etapas e a partir do saber acumulado entre cada desenvolvimento. Existem várias histórias, vários nomes que aparecem, uns mais reconhecidos, outros menos. Acima de tudo este início do cinema é-o enquanto tecnologia e não arte. O que está aqui em causa é determinar o momento em que passamos de uma tecnologia capaz de fotografar uma imagem apenas para uma tecnologia capaz de fotografar várias imagens seguidas, nas quais é possível preservar um movimento real. O que estamos aqui à procura é identificar o ponto no qual foi possível iniciar a arte de fotografar o movimento. A Física chama à área de estudo dos movimentos dos corpos, a Cinemática e daí o nome dado a este processo ser uma mistura entre fotografia e cinemático, "cinematográfico".
Assim não falamos do processo de animar desenhos ou imagens, nem de apresentar ou projectar as mesmas. Porque este é todo um processo prévio ao invento do cinematógrafo, com várias invenções também pelo meio como o Zoopraxiscope de Muybridge ou o mais antigo, Zoetrope, do qual se podem encontrar referências na bibliografia chinesa que remontam a 180 D.C com algo criado por Ting Huan e designado de "Tubo que faz a Fantasia aparecer".

Zoetrope, aparentemente criado em 180 D.C. por Ting Huan e
re-inventado por William Horner em 1834.

Disco para o Zoopraxiscope inventado por Edward Muybridge em 1871

O interesse deste tópico nunca se desvaneceu, mas a pesquisa constante e a internet levou à alteração de alguns elementos dados já como adquiridos. Durante décadas os irmãos Lumière foram vistos como os “verdadeiros” e “únicos” criadores do cinema. A estabilização dessa informação levou a que nos dias de hoje qualquer manual popular de cinema faça referência aos mesmos e denomine como o primeiro filme da história do cinema La Sortie de l'usine Lumière à Lyon (1895).

La Sortie de l'usine Lumière à Lyon (1895), Irmãos Lumiére

É preciso ver que a apresentação pública deste filme acontece a 28 de Dezembro 1895 (criado em 19 Março 1895) no Salon Indien du Grand Café em Paris, mas em 24 de Agosto de 1891 já os laboratórios de Thomas Edison tinham patenteado o Kinetograph (a câmara) e o Kinetoscope (a máquina de visualização) desenhados por William Dickinson.
Kinetoscope, desenvolvido e aperfeiçoado entre 1889 e 1893.
No topo o buraco por onde se espreitava o filme dentro da caixa.

É interessante ainda perceber que grande parte do discurso, história e teoria do cinema foi inventado por autores franceses entre os anos 30 e 60, e só nos anos 70 os ingleses começam a aparecer com alguma frequência, e nos anos 80 finalmente os estudos fílmicos americanos. Daí podermos facilmente falar de duas correntes dominantes nos estudos do cinema, a escola Francesa e a escola Anglo-Saxónica. Ora olhando para estas datas e tendo em conta as épocas facilmente se perceberá que pode existir aqui alguma tendenciosidade nas afirmações sobre quem terá dado à luz todo o processo da máquina do Cinematógrafo.

Cinematograph Lumière (1895)

Ora vejamos o Kinetograph criado por William Dickinson não difere propriamente do Cinematógrafo. A película que hoje utilizamos nas máquinas de filmar faz uso de todo o design de Dickinson, as bandas laterais perfuradas para permitir a sua rotação mecânica, e a largura da película com 35 mm. O que difere é apenas o máquina de projecção e logo o modo de recepção. O Kinetoscope permite que apenas uma pessoa de cada vez veja o filme, ao passo que o Cinematógrafo permite projectar o filme numa parede e como tal tornar o filme visível para uma enorme quantidade de pessoas em simultâneo.
Interessante será ainda saber que o nome da máquina que define a arte até hoje, Cinématographe, não foi ele próprio criado pelos Lumiere, mas antes cunhado e patenteado por Léon Bouly em Dezembro de 1893 com o n°219 350. Em 1894 e sem dinheiro para suportar os custos da patente, esta torna-se disponível e os irmãos Lumière lá estão para a comprar.

Imagem do único bocado de película que sobreviveu dos primeiros experimentos com o Kinetografo, realizados entre 1889 e 1890

Posto tudo isto vamos ao que essencialmente me levou a escrever este artigo, a listagem das etapas que conduziram à criação do cinema.


1 - Point de vue du Gras (1826 ou 1827) de Nicéphore Niépce

A Primeira Fotografia, ou melhor, a primeira fotografia permanente da natureza. O processo tecnológico e químico criado por Nicéphore Niépce permitiu pela primeira vez a gravação do mundo tal como os nossos olhos o veem, ou seja a base do cinema.
Para poder registar este momento da natureza foram necessárias cerca de 10 horas de exposição, assim e apesar de nada se mover na imagem, é uma vista sobre os telhados Saint-Loup-de-Varennes, podemos verificar que a luz do sol banha de modo igual paredes opostas. Ou seja no espaço das 10 horas o sol subiu de um lado e desceu pelo outro.
A fotografia pertence hoje à Universidade do Texas e está guardada no Harry Ransom Center. Dada a importância da mesma podemos ver um live feed a partir da janela de onde foi tirada, que é hoje o Museu de Nicéphore Niépce.


2 - Sallie Gardner (aka Horse in Motion) (1878) de Eadward Muybridge

Uma experiência realizada por Eadward Muybridge a pedido de Leland Stanford com o objectivo de demonstrar que o cavalo durante o seu galope teria um momento em que não tocava com qualquer pata no chão. Muybridge fez a experiência em 1877 com apenas uma imagem do cavalo no ar, e em 1878 e repetiu-a com recurso a várias câmaras produzindo assim o primeiro registo de movimento tal como o vemos.



Como se pode depreender, para realizar este experimento, foi necessário aperfeiçoar o método fotográfico de modo a conseguir tirar fotografias com exposições muitíssimo inferiores ao exemplo anterior, neste caso e como se pode ver na imagem depositada por Muybridge as fotografias do cavalo são apresentadas a intervalos de 1/25 de segundo.


3 - Roundhay Garden Scene (1888) de Louis LePrince


Primeiro filme e primeira câmara cinematográfica patenteada da história. Até aqui as experiências de laboratório faziam-se com recurso a várias camaras como fez Muybridge, mas Le Prince inventaria a câmara de lente única. Louis LePrince, um francês a viver em UK, criou este filme, do qual restam 20 frames, e foi gravado a 12 frames por segundo o que lhe confere uma duração de 1.6 segundos. O filme passa-se num jardim em Leeds, UK.
Louis LePrince é assim o primeiro inventor do registo cinematográfico em película ou fita de filme, embora talvez a sua tecnologia não fosse ainda suficientemente desenvolvida para poder evoluir para além da gravação de poucos frames. Foi no entanto suficiente para fazer várias experimentos como se pode ver pelo Traffic Crossing Leeds Bridge (1888). O seu esquecimento na história talvez esteja ligado ao facto de que em 1890 poucos dias antes de fazer uma apresentação pública do seu trabalho nos EUA Le Prince desapareceu numa viagem de comboio e nunca mais foi visto. Assim e depois de ter sido totalmente ignorado nas muitas resenhas e histórias do cinema, Le Prince começa agora a ver a luz do dia e a ser reconhecido como o mais provável inventor da tecnologia Cinema.


4 - Sneeze (1894) de William Dickinson



Sneeze é o primeiro filme da história do cinema a ser registado como obra detentora de direitos autorais. William Dickinson deu a sua entrada a 7 de Janeiro de 1894 na Library of Congress em Washingnton, EUA. O filme deu entrada não como rolo de película mas em folhas de papel nas quais estavam coladas os negativos. Só mais tarde os negativos fora re-fotografados e transformados em filme. Antes de Sneeze, Dickinson tinha criado o seu primeiro teste de laboratório com o Kinetograph em 1890, hoje denominado de Monkeyshines.


5 - La Sortie de l'Usine Lumière à Lyon (1895) dos Irmãos Lumière



Apesar de todas as descobertas "La Sortie de l'Usine Lumière à Lyon" continua a merecer destaque não por estar no centro da invenção do cinematografo, mas por estar na génese da invenção do acto de ver cinema. Em 28 de Dezembro de 1995 decorre no Salon Indien do Grand Café de Paris a primeira sessão paga da história do Cinema. É aqui então que começa o conceito do cinema industria, do cinema como objecto de marketing, do cinema como objecto de apreciação, do cinema como arte.



Este artigo durou vários dias a concretizar e para além das dezenas de livros sobre cinema consumidos nas últimas décadas foram consultadas várias dezenas de fontes Online, ficam abaixo as mais importantes.

http://books.google.com/books?id=oJ9nayZZ2oEC
http://en.wikipedia.org/wiki/Fred_Ott%27s_Sneeze
http://en.wikipedia.org/wiki/L%C3%A9on_Bouly
http://en.wikipedia.org/wiki/Louis_Daguerre
http://en.wikipedia.org/wiki/Louis_Le_Prince
http://en.wikipedia.org/wiki/Monkeyshines,_No._1
http://en.wikipedia.org/wiki/Roundhay_Garden_Scene
http://en.wikipedia.org/wiki/1870s_in_film
http://en.wikipedia.org/wiki/1880s_in_film
http://en.wikipedia.org/wiki/1890s_in_film
http://en.wikipedia.org/wiki/William_Kennedy_Dickson
http://en.wikipedia.org/wiki/Dickson_Greeting
http://en.wikipedia.org/wiki/History_of_film
http://en.wikipedia.org/wiki/History_of_photography
http://en.wikipedia.org/wiki/Horse_in_Motion
http://en.wikipedia.org/wiki/View_from_the_Window_at_Le_Gras
http://en.wikipedia.org/wiki/Boulevard_du_Temple
http://en.wikipedia.org/wiki/Saint-Loup-de-Varennes
http://en.wikipedia.org/wiki/100_Photographs_that_Changed_the_World
http://en.wikipedia.org/wiki/Zoopraxiscope
http://en.wikipedia.org/wiki/Zoetrope
http://en.wikipedia.org/wiki/Thaumatrope
http://en.wikipedia.org/wiki/Praxinoscope
http://en.wikipedia.org/wiki/Dickson_Experimental_Sound_Film
http://en.wikipedia.org/wiki/Kintograph
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_films_in_the_public_domain
http://en.wikipedia.org/wiki/Workers_Leaving_the_Lumi%C3%A8re_Factory
http://fr.wikipedia.org/wiki/La_Sortie_de_l%27usine_Lumi%C3%A8re_%C3%A0_Lyon
http://fr.wikipedia.org/wiki/Léon_Bouly
http://fr.wikipedia.org/wiki/Nicéphore_Niépce
http://fr.wikipedia.org/wiki/Point_de_vue_du_Gras
http://fr.wikipedia.org/wiki/Emile_Reynaud
http://fr.wikipedia.org/wiki/Thomas_Edison
http://fr.wikipedia.org/wiki/Louis_Aim%C3%A9e_Augustin_Le_Prince
http://fr.wikipedia.org/wiki/Auguste_et_Louis_Lumi%C3%A8re
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eadweard_Muybridge
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinemática
http://memory.loc.gov/cgi-bin/query/h?ammem/papr:@field(NUMBER+@band(edmp+0026A))
http://memory.loc.gov/cgi-bin/query/h?ammem/papr:@field(NUMBER+@band(edmp+4014a))
http://niepce.house.museum/live/live.html
http://www.answerbag.com/q_view/16989
http://www.associatedcontent.com/article/461209/the_first_movie_ever_made_a_history.html?cat=37
http://www.earlycinema.com/technology/kinetoscope.html
http://www.hrc.utexas.edu/exhibitions/permanent/wfp/
http://www.institut-lumiere.org/francais/films/1seance/accueil.html
http://www.kino.com/edison/d1.html
http://www.loc.gov/pictures/item/97502309/
http://www.louisleprince.co.uk/
http://www.precinemahistory.net
http://www.tribunes.com/tribune/alliage/22/demb.htm
http://www.youtube.com/user/CinemaHistory
Enviar um comentário