quarta-feira, dezembro 22, 2010

Concept Art na Roménia

Em conversa com o Luís Gama, designer de Viana do Castelo, soube que ele tinha estado no evento de concept art Behind the Iron Curtain na Roménia, no passado mês de Outubro, desse modo pedi-lhe para nos fazer uma breve descrição do que por lá se passou e que partilhasse connosco algumas das fotografias que trouxe consigo. Antes disso apenas uma breve definição sobre o campo e uma imagem ilustrativa do mesmo.
Concept art is a form of illustration where the main goal is to convey a visual representation of a design, idea, and/or mood for use in films, video games, animation, or comic books before it is put into the final product. in Wikipedia
Concept Art de Mark Goerner para Minority Report (2002) de Steven Spielberg


Behind the Iron Curtain, por Luís Gama, 19 Dezembro 2010

"Durante uma das minhas visitas diárias pelos fóruns da CGSociety tomei conhecimento de um workshop de Concept Design, Behind the Iron Curtain, a realizar na Europa, mais concretamente em Bucareste, na Roménia.

Nomes como Alex Alvarez e Neville Page (Avatar, Tron, Star Trek, Watchmen, Cloverfield) bastaram para que de imediato pensasse: "Tenho de ir". Mas a lista prolongava-se: Stephan Martiniere (ID Rage, Star Wars, I Robot), Steambot Studios (Tron Legacy, I Am Legend, Wolverine, Assassin's Creed, Prince of Persia); Kekai Kotaki (Guild Wars); Mark Goerner (X-Men, Minority Report, Constantine).

Apresentação de Stephan Mariner

Não passou muito tempo e já vagueava por entre as sinistras ruas de Bucareste, repletas de edifícios em ruínas, lixo e matilhas de cães. Por fim, num final de tarde de sexta feira, cheguei ao destino, The Ark, um edifício com um forte simbolismo, outrora abandonado, agora completamente remodelado, servia de palco a este evento. À porta já se amontoavam cerca de uma centena de pessoas, o ambiente era de expectativa e entusiasmo.

Edifício The Ark, Bucareste, Roménia

O evento teve início e, por entre bebidas e petiscos, começaram as sessões de live painting. Durante os três dias que se seguiram, de manhã à noite, fui, felizmente, bombardeado com teoria e prática dos melhores artistas a trabalhar na indústria de cinema e videojogos, trocámos ideias, intervimos nas sessões de live painting, sessões de sketching tradicional, crítica de portefólios, sneakpeaks de projectos futuros, tudo isto num ambiente completamente descontraído e informal.

Sessões de live painting e sketching

Adorei ouvir o Mark Goerner (talvez por partilharmos o background de design industrial), revelar a mais valia que é ter esse tipo de background como ferramenta de criação de conceitos e como isso o ajudou na sua carreira, pela maneira como lida com as diferentes características dos materiais e forma por exemplo. Kekai Kotaki é um artista fenomenal, "I don't think i ever drew a straight line in my life" deixando mesmo os outros instrutores boquiabertos "he's sooo good" com a sua capacidade de improviso e de utilização do que chamava de "acidentes felizes" durante o processo de criação.

Concept art para Guild Wars (2005-2007) de Kekai Kotaki

Toda a equipa da Steambot Studios tinha uma química e uma energia fascinante, motivando a audiência, falando de como chegaram aonde chegaram e mostrando sempre um amor e uma vontade de trabalhar no mínimo inspiradores.

Apresentação da Steamboat Studios

Resumindo, foi uma experiência inesquecível, toda a gente ficou ultra-motivada para fazer mais e melhor, sempre em busca da originalidade e do sonho. Fico à espera do próximo..."
Enviar um comentário