domingo, novembro 01, 2009

memórias

Dou-me conta de algo que vem acontecendo com a minha memória, a sua infalibilidade, já não é a mesma de antigamente, nomeadamente no que se refere a conhecer e lembrar o que já vi e não vi, o que li e não, o que joguei e não, o que apreciei e não. Por isso e depois de ver e adicionar Doubt (do qual falarei já a seguir) à minha listagem de filmes, parei um pouco para olhar para os mais recentes títulos e dou-me conta que parte deles tenho dificuldade em saber do que tratam. Nunca tive memória para decorar deixas, aliás não consigo cantar qualquer canção de cor ao contrário da minha filha que pode passar uma tarde inteira a debitar o seu reportório.


Mas isto vem agravando-se, a razão é evidente, o excesso de informação que nos dá menos espaço/tempo para a necessária "rehearsal" por um lado e o aparecimento de momentos da vida que se sobrepõem em termos de importância na nossa memória de longo-prazo e por isso descartam ou melhor desligam anteriores memórias. Deste modo vejo-me obrigado a adicionar a data de visualização à minha lista e para aumentar as hipoteses de reconhecimento vou tentar deixar sempre uma pequena nota aqui no blog sobre o filme visto, na esperança de que a sua leitura possa evocar elementos perdidos na minha memória do filme em causa.
Enviar um comentário