segunda-feira, maio 18, 2009

Cannes 2009 - Antichrist

A primeira polémica de Cannes 2009 já rebentou e temos como actor principal o repetente e inigualável Lars Von Trier. Vale a pena ver a press conference dada ontem imediatamente a seguir à projecção em Cannes de Antichrist.

À provocação de Antichrist, reagiu um jornalista do Daily Mail que questionou frontalmente e exigiu mesmo uma resposta de Von Trier no sentido de explicar o porquê de ter realizado este filme - “explain and justify why you made this movie”.

Um momento inquietante em que se sente um Lars tímido e introvertido à procura de palavras. E o mais interessante é que o que ele diz tem pouca ou nenhuma relação com toda a sua linguagem não-verbal.
"I don't have to justify myself... I make films and I enjoy very much making them... You are all my guests, it's not the other way round... I work for myself and I do this little film that I'm now kind of fond of and I haven't done it for you or the audience so I don't feel I owe anyone an explanation.
It’s the hand of God... And I am the best film director in the world. I’m not sure if God is the best God in the world.”
Julgo que Von Trier deixa bem explícito aqui o que é o cinema arte e como este se distingue do cinema de entertainment. O trailer mostra pouco das tão badaladas "blood spurts, bones are broken, genitals are mutilated..."



Nas notas de produção Von Trier deixou a seguinte afirmação: "I can offer no excuse for 'Antichrist' ... other than my absolute belief in the film -- the most important film of my entire career!"

Vamos aguardar para ver.
Enviar um comentário